Prevenção a violência sexual contra crianças e adolescentes no Municipal

 DSC 6606
     A Secretaria de Ação Social proporcionou nesta semana, duas encenações teatrais focadas na temática ‘Prevenção a Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes’, de conteúdos e títulos diferentes. A primeira apresentação ‘Segredos de Leo’ foi direcionada para as crianças e a segunda, ‘Pelo Nosso Amor’, voltada para adolescentes a partir de 14 anos, adultos e pessoas idosas. Essas apresentações foram organizadas para o público formado por participantes dos serviços socioassistenciais de todas as regiões da cidade. 
     A peça ‘Segredo de Léo’ é uma montagem da Cia de Teatro e foi encenada na terça-feira, com o Teatro Municipal ‘José Cyrino Goulart’ cheio, onde a Prefeitura ofereceu, gratuitamente, o transporte para cerca de 300 pessoas, que compareceram em cada uma das sessões e 7 ônibus foram utilizados.
     Com esse tipo de  iniciativa, a Secretaria de Ação Social que realiza, por meio das unidades de atendimento social, contatos diários com realidades das mais diversas, acolhendo e procurando auxiliar de alguma forma, essa população mais vulnerável, buscou oferecer a esse público algo diferente. O propósito foi levar esse público a refletir, com mais atenção, sobre a violência doméstica. 
 
Resumo do primeiro espetáculo
     A montagem ‘Segredo de Léo’ retrata uma situação em que os pais de Leo estão cada vez mais intrigados pelo estranho comportamento do filho, que se nega a sair do quarto e participar das atividades, que faziam parte de seu cotidiano, como jogar futebol, frequentar a escola, brincar com os amigos e, principalmente, conversar. Ele agora está diferente do menino levado e    brincalhão, que sempre foi. Algo estranho aconteceu. 
     Todas as alternativas para ajudar o garoto tinham passado pelas ideias de seus pais, entre elas castigo, surra, consultas psicológicas, mas até então nada adiantava, por vezes até pioravam o problema. Eis que surge uma esperança, um investigador, o “Jack Roberto”. Esse inteligente e atrapalhado detetive que foi contratado para desvendar um grande mistério “O Segredo de Léo”. E só depois de muitas conversas e tropeços, Jack faz uma descoberta que mudará a vida do menino.
     A segunda apresentação, iniciada às 14h30, foi oferecida para o público de adolescentes e adultos em geral, abordando a temática ‘Pelo Nosso Amor', onde os artistas retratam a relação de João e a mulher Irene. Ambos se amam muito e sustentam um relacionamento desde o colegial, onde tudo se inicia. Jovens e imaturos concebem uma filha, fonte de um resultado do inesgotável amor do casal, que logo é concretizado pelo casamento. Depois de alguns anos, Irene percebe que seu marido vem a agredindo desde sempre, com frequência por motivos banais. Todos os conflitos são presenciados por Bia (plateia), criança que evidencia negligência, violência doméstica e uma série de abusos durante sua infância. Um dia, Irene se depara com o extremo. Ela flagra João abusando de sua tão amada filha. E agora Irene? Dar um ponto final nisso tudo? Ou perdoar mais uma vez? 
     A peça “Pelo Nosso Amor” é inspirado na linha do teatro do oprimido (Augusto Boal), assim escrito integralmente com a ideia de tornar o público personagem ativo da história, essa composta pelos personagens marido, esposa e filha. A peça usa uma abordagem contundente sustentada por cenas realistas, que evidenciam diversas situações de opressão contra a mulher e abuso sexual infantil, dentro de um jogo composto pelos personagens e propostos em cena pelos próprios atores e diretor. 
     Todas as cenas praticadas com diligência, de maneira simbólica e metafórica, assim possibilitando trabalhar a poesia e o romantismo de forma um tanto quanto irônica e provocativa. Dessa forma, o desenvolvimento do espetáculo ocorre sutilmente envolvendo o público diretamente na história. Nesse projeto, o público é estimulado a refletir sobre violência contra a mulher, desigualdade de gêneros, abuso sexual infantil, machismo, hipocrisia, violação de direitos.

Prefeitura faz chamamento para nova Residência Inclusiva

DSC 6094 
     A Prefeitura de Franca prepara a ampliação do número de pessoas atendidas, através do Programa ‘Residência Inclusiva’, unidades mantidas pelo município, oferecendo o Serviço de Acolhimento Institucional de Proteção Social de Alta Complexidade. Nesse sentido, publicou através da Secretaria de Ação Social nesta quinta-feira, 2, o edital de Chamamento Público (11/22), destinado a Organizações da Sociedade Civil, sem fins lucrativos, objetivando receber e selecionar a melhor proposta de Plano de Trabalho para o oferecimento do Serviço de Acolhimento Institucional para Jovens e Adultos com Deficiência.
     O prazo para as organizações interessadas apresentarem a documentação vai até às 16h, do dia 4 de julho, na Secretaria de Ação Social (Av. Champagnat, 1750, centro). Os editais e respectivos anexos já estão disponíveis e podem ser consultados no link: https://www.franca.sp.gov.br/portal-transparencia/paginas/publica/consulta_licitacao.xhtml-
 
Beneficiários 
     A Residência Inclusiva é um Serviço de Acolhimento Institucional de Proteção Social de Alta Complexidade, voltado a oferecer e promover a inclusão de jovens e adultos com deficiência, em situação de dependência, na vida comunitária e social; contribuir para a interação e superação de barreiras, ajudando na construção progressiva da autonomia, com maior independência e protagonismo no desenvolvimento das atividades da vida diária.
       Atualmente, a cidade conta com 3 Residências Inclusivas mantidas pelo município, que atendem 12 pessoas cada uma, perfazendo 36 beneficiários. O custeio dos serviços é feito de forma integral pela Prefeitura para a entidade credenciada para a gestão do atendimento. 
     Esta será a quarta unidade do Projeto Residência Inclusiva, que passará a atender, ao todo, 48 pacientes. 

Ação Social faz chamamento e amplia amparo à população vulnerável

 DSC 5766
     A Secretaria de Ação Social realizou três chamamentos públicos para reorganizar os serviços, que oferece para a população mais vulnerável, que vive em situação de rua e outras carências, ampliando a assistência até então disponibilizada. Os editais com os chamamentos, respectivamente, homologados, foram publicados na última terça-feira, 31, no Diário Oficial, em que a instituição Pastoral do Menor e Família Diocesana de Franca foi classificada para fazer a gestão dos serviços.
     Os procedimentos atenderam aos dispositivos legais, direcionados para as Organizações da Sociedade Civil sem fins lucrativos, onde o objetivo era selecionar as propostas de Planos de Trabalhos para a execução dos Serviços Especializados em Abordagem Social, Acolhimento Institucional Noturno e Unidade de Atendimento Dia de Pessoas em Situação de Rua (acolhimento no Espaço Dignidade) e a execução do Serviço de Acolhimento para Pessoas Adultas e Famílias nas Modalidades de Abrigo Institucional e Casa de Passagem.
 
Vagas oferecidas 
     Com essa reorganização e ampliação do atendimento no Espaço Dignidade, que passou a funcionar 24 horas, a partir desta quarta-feira, 1º de junho, a Prefeitura contabiliza investimentos de mais de R$ 3 milhões para manutenção dos três serviços. As vagas disponíveis estão assim distribuídas, nas unidades:
 
Abrigo Provisório – 40 vagas
Casa de Passagem - 20 vagas 
Acolhimento Noturno –  50 
Unidade de atendimento dia, de segunda a segunda, ininterrupto – 80 vagas 
 
     A Secretaria de Ação Social informa que serão mantidas duas equipes de Abordagem Social, o que possibilitará a duplicação da capacidade de atendimento das diversas situações das pessoas na rua. Uma equipe para acompanhar o projeto de enfrentamento à pobreza “Moradia Primeiro”, para atendimento de 90 pessoas em processo de saída das ruas.
     Essa reorganização assegura atendimento ininterrupto para os cuidados de higiene pessoal, banho, uso de sanitários e alimentação para a população em situação de rua que, por algum motivo, ainda não aderiu aos demais serviços.

CRAS distribuem Cartões Bolsa do Povo até sexta-feira

 Bolsa do Povo original
     As 560 pessoas contempladas com o Cartão Bolsa do Povo, que garante os benefícios do Vale Gás e do SP Acolhe, têm prazo até esta sexta-feira, 3, para retirá-los nas 5 unidades de CRAS (Centros de Referência em Assistência Social) da Prefeitura de Franca. 
     Esse atendimento começou nesta quarta-feira, mas até por volta do meio dia, o comparecimento era considerado baixo. O horário para a retirada dos cartões é das 9h às 15h30.
    A orientação aos beneficiários é para que se atentem ao prazo e evitem perder o benefício. Trata-se de um programa estadual, onde a Prefeitura, por meio da Secretaria de Ação Social está disponibilizando as unidades e as equipes, no sentido de facilitar o acesso das pessoas. 
     O CRAS, com maior número de contemplados, é o da Região Norte, com 158 pessoas, seguido pela unidade do Centro, com 116, depois da região Sul com 103, Oeste 96 e Leste com 87 beneficiários. 
 
Onde consultar
     A lista, com os nomes das pessoas contempladas, com os 560 cartões pode ser consultada pelo site da Prefeitura, no link  https://www.franca.sp.gov.br/noticias/acao-social/bolsadopovo, contendo o primeiro nome e os cinco últimos números do CPF dos beneficiários. 
     Os locais para retirar o cartão são:
 
CRAS CENTRO
RUA DR. ALCINDO RIBEIRO CONRADO, 1813 - CENTRO
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
 
CRAS NORTE
RUA ILTON BARBOSA DA SILVA, 745 - LEPORACE I
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
 
CRAS LESTE
RUA PORTO VELHO, 1871 - BRASILÂNDIA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
 
CRAS SUL
RUA ZEFERINO JOSÉ DOS PRAZERES, 750 - JARDIM AEROPORTO I
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
 
CRAS OESTE
RUA ORESTES TRISTÃO,1181 - DERMÍNIO
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
 
 
 Vale Gás e SP Acolhe 
     O Vale Gás garante um valor total de R$ 300,00, divididos em três pagamentos de R$ 100,00, com a primeira parcela liberada no ato da retirada do cartão e as demais a cada dois meses.
     O Acolhe SP é um programa de transferência de renda para famílias que perderam, pelo menos, um membro do núcleo familiar por Covid-19, desde o começo da pandemia. A pessoa deve constar na listagem divulgada, ter renda familiar de até 3 salários mínimos (R$ 3.300,00). O valor do ‘Acolhe’ é de R$ 1.800,00, será pago em 6 parcelas mensais, no valor de R$ 300,00. 
Outra observação importante é que que somente será entregue o cartão para as pessoas, que tiverem seus nomes nas listas, pois o município não tem autonomia para inserção de novos beneficiários.  Caso a pessoa contemplada não possa comparecer, deve pedir para outra pessoa, maior de 18 anos, retirar o cartão, desde que apresente o documento original do beneficiário e da pessoa que está autorizada a retirar o cartão. 
 

Franca sedia Encontro sobre Segurança Alimentar

 IMG 2180
     A temática ‘Segurança Alimentar’ foi objeto de discussões em um encontro regional realizado na manhã desta quarta-feira, 1º de junho, no Salão Azul da Secretaria de Saúde, com as participações de autoridades, representantes locais e das prefeituras de Ituverava, Buritizal, São Joaquim da Barra, Cristais Paulista, Batatais, Patrocínio Paulista, Restinga, Sales de Oliveira, Miguelópolis e Itirapuã. 
     O prefeito Alexandre Ferreira esteve presente, acompanhado pela secretária municipal de Ação Social, Gislaine Liporoni, recepcionando o representante da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento, Marcelo Cunha.
   O objetivo da reunião foi o de fomentar a importância dos municípios próximos à Franca, a implementarem suas Políticas de Segurança Alimentar, buscando garantir melhoria na qualidade dos alimentos e, por consequência, propiciando mais saúde à população, consumindo alimentos de procedência, nutritivos e saudáveis. 
     O representante da Secretaria de Agricultura e da Comissão Regional de Segurança Alimentar informou que a escolha de realizar o encontro em Franca, se deve aos avanços obtidos pela cidade na implantação desse tipo de política. Foram criados o Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, a Lei instituindo o Banco de Alimentos e o Comitê Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional.
 

Prefeitura Municipal de Franca

Prefeitura de Franca: Trabalho e compromisso com você.
logo ipv6br fundo transparente facehost

Contato

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
 (16)3711-9000
 Rua Frederico Moura, 1.517 - Cidade Nova - Franca/SP - Cep: 14401-150 CNPJ:47.970.769/0001-04 - I.E: isento

Redes Sociais